A eleição para a Prefeitura Municipal de São Paulo é uma das mais importantes e uma das disputas mais acirradas do País. O Partido dos Trabalhadores já governou a capital paulista por três períodos e quadros importantes de nosso partido já participaram com chances reais de vitória em outras ocasiões. Em 2020, ano de pandemia de coronavírus, crise econômica agravada pelas políticas neoliberais de um governo neofascista, precisamos criar uma forte linha de oposição ao Governo Bolsonaro e também aos tucanos João Dória e Bruno Covas, que comandam os governos Estadual e Municipal. Seja quem for nosso candidato ou candidata à Prefeitura, deve ser alguém com força, com coragem e deve apresentar um programa que coesione o partido ao seu redor, que mobilize a militância para uma campanha difícil.

Estávamos em plena fase de debates, com a participação de sete pré-candidaturas, em um processo extremamente rico, que envolveu praticamente todos os Diretórios Zonais da cidade. Conforme definido em encontro no ano passado, o PT mais uma vez daria um exemplo de prática democrática, permitindo que toda sua militância se mobilizasse e se posicionasse nas prévias partidárias. A pandemia interrompeu o processo e obrigou a suspensão de debates. No entanto, nossa democracia interna não pode ser derrotada por um vírus.

O Setorial de Ciência & Tecnologia / TI do PT-SP afirma que é possível realizar um processo eleitoral para o Diretório Municipal por meio totalmente digital, via sistemas de Internet e/ou com aplicações para celulares, de maneira segura e confiável. A construção do ferramental é tarefa simples.

É verdade que a necessidade de inclusão digital dos mais pobres ainda é um problema, mas também é fato que o partido já tem concentrado na Internet várias de suas ações, como, por exemplo, a filiação online. Na cidade de São Paulo, a maior parte das pessoas já têm acesso a um celular. Mesmo se considerarmos que alguns de nossos militantes não tenham esse tipo de aparelho, acreditamos que quem se desloca de transporte público, pegando muitas vezes um trânsito de duas ou três horas, para ir e para voltar, de casa para o centro, participar de nossos encontros e assembleias, terá empenho em pedir o celular emprestado para algum filho, amigo ou vizinho para votar nas prévias do partido.

Assim, nós, militantes do partido e membros do Setorial de C&T/TI, muitos dos quais profissionais de Tecnologia da Informação, que sempre ajudamos a organizar as ações no espaço virtual, nos colocamos à disposição do Diretório Municipal de São Paulo-SP para auxiliar na implementação de um programa de participação virtual e para aconselhar sobre soluções digitais que possam ser utilizadas para garantir a nossa tradição democrática com amplo envolvimento do conjunto da militância da cidade.

São Paulo, 29 de abril de 2020.

JOÃO CASSINO
Coordenador do Setorial Estadual de Ciência & Tecnologia / Tecnologia da Informação do PT-SP

SIMÃO PEDRO CHIOVETTI
Secretário Estadual de Movimentos Populares do PT-SP

Ler 1039 vezes

Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surgiu como agente promotor de mudanças na vida de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e dos campos, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi oficializado partido político em 10 de fevereiro de 1980. O PT integra um dos maiores e mais importantes movimentos de esquerda da América Latina. Confira nossas redes sociais

 
 
 
 
 

Seja Companheiro!

Cadastre-se Online

Top