A escalada autoritária do governo de extrema-direita tem de ser detida pelas forças populares e democráticas. A sociedade brasileira, em sua mais ampla maioria, não aceitará novamente a ditadura que Bolsonaro e suas milícias querem impor ao país.

O Brasil repudia o revanchismo bárbaro de quem até hoje não reconheceu a vitória da democracia no processo histórico. Não aceitamos que as mesmas vozes que ordenavam a morte nos porões da tortura venham conspurcar a memória de quem lutou pela liberdade com o sacrifício da própria vida.

Somos solidários à família de Fernando Santa Cruz, vítima há 45 anos do mais cruel das angústias: a de saber da morte de um ente querido sem poder ver-lhe o corpo, convivendo com luto sem fim da incerteza. E é vítima agora de um ataque covarde por parte de um presidente sem escrúpulos. Somos solidários às famílias de todos aqueles que sucumbiram enfrentando a ditadura, defendendo a democracia e os direitos do povo.

Bolsonaro e suas milícias agridem sistematicamente as pessoas e a cidadania, a memória e a história, as leis e a democracia, o direito e a justiça. São incapazes de conviver com a diferença, a liberdade, com os fundamentos básicos da civilização. Envenenam de ódio a alma do país.

PT chama os brasileiros e brasileiras a resistir ativamente ao avanço do autoritarismo e da barbárie. Nesta segunda-feira 5 de agosto, São Paulo terá um ato público convocado pela Frente Povo Sem Medo, em defesa da democracia ameaçada pela extrema-direita.

Ditadura nunca mais!

Lula Livre!

Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do PT

31 de julho de 2019

Ler 488 vezes

Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surgiu como agente promotor de mudanças na vida de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e dos campos, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi oficializado partido político em 10 de fevereiro de 1980. O PT integra um dos maiores e mais importantes movimentos de esquerda da América Latina. Confira nossas redes sociais

 
 
 
 
 

Seja Companheiro!

Cadastre-se Online

Top