O Partido dos Trabalhadores (PT), a Central única dos Trabalhadores (CUI), o Instituto Lula com apoio do Solidarity Center, entidade vinculada à AFL-CIO, central sindical dos EUA realizaram, nos dias 21 e 22 de julho, o seminário LGBT e o mundo do trabalho. O evento foi realizado na sede do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), localizado na Praça da República, 282.

Bel Sá (secretária LGBT do PT Paulista) destaca a importância do seminário. “A realização de evento como este apresenta à sociedade a união lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. Bolsonaro busca a retirada dos direitos e a opressão da nossa comunidade. A nossa união vai mostrar que seu pacote de maldades não passarão”, concluiu. 

O evento tratou de realizar um diagnostico da situação atual de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais no mundo do trabalho no Brasil, além de apontar os impactos das tendências e perspectivas da economia e das relações de trabalho para as comunidades LGBTs. O grupo reunido no seminário trocou experiências de ações e promoção do acesso e permanência de LGBTs no mundo do trabalho e melhores condições de trabalho.

 Fotos: Vinicius Aparecido da Silva Macia.

Ler 679 vezes

Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surgiu como agente promotor de mudanças na vida de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e dos campos, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi oficializado partido político em 10 de fevereiro de 1980. O PT integra um dos maiores e mais importantes movimentos de esquerda da América Latina. Confira nossas redes sociais

 
 
 
 
 

Seja Companheiro!

Cadastre-se Online

Top